Carro-bomba mata 26 no noroeste do Paquistão

Um carro-bomba explodiu em um complexo de compras em uma região tribal no noroeste do Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão, matando 26 pessoas e ferindo outras 50, informaram autoridades do governo e do hospital. Lojas e veículos foram gravemente danificados no ataque ocorrido na manhã deste sábado na cidade de Landi Kotal, na área tribal de Khyber, perto do principal ponto da fronteira de Torkham, informou o governante da região.

AE, Agência Estado

16 de junho de 2012 | 16h11

De acordo com ele, centenas de pessoas estavam no local quando um automóvel que estava estacionado explodiu. A TV mostrou imagens dos destroços do veículo e de moradores locais correndo para levar as vítimas aos hospitais. Khan Mohammed, um dos feridos, disse que estava sentado com o sobrinho em sua loja, quando viu o carro estacionando na rua. Momentos depois, ele ouviu uma enorme explosão.

"Algo me atingiu no ombro e eu desmaiei", contou direto do hospital. Ele afirmou que dois de seus sobrinhos que estavam do lado de fora da loja no momento em que o veículo explodiu morreram e revelou temer por amigos feriados no atentado. Farooq Shah, autoridade do hospital, disse que 26 era o número de mortos no ataque.

Ninguém reivindicou responsabilidade pela explosão, mas a suspeita recaiu sobre insurgentes do Taleban paquistanês, que frequentemente atacam as forças de segurança e locais públicos com bombas e tiroteios. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Paquistãoatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.