Carro-bomba mata 3 e fere 13 no noroeste do Paquistão

Um carro-bomba matou três pessoas e feriu 13 na terça-feira em frente à casa de um funcionário público que estava montando uma milícia para enfrentar militantes islâmicos no noroeste do Paquistão, segundo policiais e testemunhas. O atentado na localidade de Batta Beir, nos arredores de Peshawar, capital da Província da Fronteira Noroeste, tinha como alvo a residência do "nazim" (prefeito) Fahim-ur-Rehman, que recebia amigos naquele momento e escapou ileso. "O explosivo foi plantado em um carro estacionado perto da casa de Rehman", disse à Reuters o chefe de polícia local, Safat Ghayur. Na véspera, o governo regional assinou um pacto com ativistas religiosos para adotar a lei islâmica no vale do Swat (noroeste paquistanês) e em áreas vizinhas. Trata-se de uma concessão que visa a esvaziar a militância do Taliban, que desde o final de 2007 tem presença importante na região. Os atentados dos militantes vêm se intensificando desde agosto, quando forças do governo lançaram uma ofensiva no Swat e na região tribal de Bajaur, na fronteira com o Afeganistão. (Reportagem de Alamgir Bitani)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.