Carro-bomba mata dez no Paquistão

Explosivos são detonados em frente a hospital; autoridades contabilizam 18 feridos

BBC

10 de dezembro de 2010 | 12h33

ISLAMABAD - Ao menos dez pessoas morreram na explosão de um carro-bomba perto de um hospital no noroeste do Paquistão, informaram as autoridades locais nesta sexta-feira, 10.

 

A explosão ocorreu no distrito de Hangu, na província de Khyber Pakhtunkhwa, e deixou 18 pessoas feridas, de acordo com a polícia. Inspetores disseram que o carro-bomba causou danos à estrutura do hospital e que o ataque tem natureza sectária.

 

O canal Express 24/7, que transmite em inglês, reportou que um suicida bateu com o carro carregado de explosivos no hospital. "A explosão aconteceu no portão do hospital", disse Abdul Rashid, chefe da polícia local. É o quatro ataque suicida nesta semana no Paquistão.

 

Na segunda-feira, dois suicidas mataram mais de 40 pessoas em um ataque contra milícias anti-Taleban em Mohmand, no cinturão tribal, no noroeste.

 

Na terça, um terrorista tentou matar o ministro-chefe da província do Baluchistão, e na quarta um homem detonou explosivos perto de uma van em Kohat e matou pelo menos 16 pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
terrorismoPaquistãocarro-bomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.