AP
AP

Carro-bomba mata dois perto de aeroporto de Cabul

Local serve como base para as tropas internacionais que estão no país combatendo os insurgentes do Taleban

08 de setembro de 2009 | 07h27

Um terrorista suicida explodiu um carro-bomba próximo à entrada do aeroporto militar de Cabul na manhã desta terça-feira, 8, matando ao menos dois civis. O Taleban reivindicou a autoria do atentado e disse que o alvo era um comboio da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

 

Veja também:

Otan assume que civis morreram em bombardeio no Afeganistão

ONU pede exclusão das urnas afegãs com fraudes comprovadas

especial Especial: 30 anos de violência e caos no Afeganistão 

video Vídeo: Correspondente do 'Estado' fala do conflito no país

 

Segundo a BBC, há relatos não confirmados de que alguns soldados das forças da Otan também tenham ficado feridos. Uma testemunha ouvida por uma emissora de rádio local disse que o carro-bomba explodiu perto de um comboio militar estrangeiro. O aeroporto, civil e militar, serve como base para as tropas internacionais que estão no país combatendo os insurgentes do Taleban.

 

O ataque estremeceu janelas a mais de 1,5 km de distância. "Todos os portões da base foram fechados e todas as operações aéreas, suspensas", afirmou o coronel Koziel Bart, da Força de Assistência de Segurança Internacional (Isaf, na sigla em inglês).

 

O ataque ocorreu semanas depois de um grande atentado com carro-bomba no quartel-general da Isaf em Cabul, pouco antes das eleições de 20 de agosto, marcadas pela intimidação feita pelo Taleban. São comuns os atentados em Cabul, apesar da forte presença de agentes de segurança e de muralhas para evitar explosões. Entre os alvos recentes estão sedes de ministérios e instalações policiais.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.