Carro-bomba mata oito e fere 36 em cidade xiita do Iraque

Um carro-bomba, guiado por um suicida, explodiu perto de um importante santuário xiita na cidade sagrada de Kerbala, matando oito pessoas e ferindo 36, informa a polícia. Aparentemente, o atentado representa uma tentativa de árabes sunitas de provocar uma nova onda de violência religiosa no país.O domo dourado e os minaretes da mesquita Al-Abbas não parecem ter sofrido danos, pelo que se vê em imagens divulgadas pela TV estatal iraquiana, mas a detonação incendiou diversos carros estacionados numa rua próxima. As imagens mostraram, ainda, duas mulheres, rostos ensangüentados, correndo em meio a nuvens densas de fumaça.Enquanto isso, a Associação de Clérigos Islâmicos e o principal partido político sunita do país condenaram um ataque militar americano que atingiu uma área dominada por sunitas, a noroeste de Bagdá. O comando americano informou na sexta-feira, 8, que o ataque aéreo matou 20 rebeldes, mas a associação a o Partido Islâmico do Iraque uniram-se ao prefeito da vila para afirmar que a ação matou civis, incluindo mulheres e crianças.Na manhã deste sábado, cerca de 1.000 moradores da vila de al-Ishaqi, na província de Salahuddin, realizaram um funeral para os 19 civis que teriam sido mortos no ataque, e gritavam slogans como "Abaixo a ocupação" e "Vida longa à resistência".A cidade de Kerbala, 80 km ao sul de Bagdá, é considerada o segundo principal santuário xiita do Iraque,a trás apenas de Najaf. Xiitas fazem peregrinações e enterram seus mortos em grandes cemitérios das duas localidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.