Carro-bomba mata pelo menos 15 no mercado central de Basra

Pelo menos quinze pessoas morreram neste sábado eoutras 30 ficaram feridas por causa da explosão de um carro-bomba no mercado central da cidade de Basra, no Iraque, informaram fontes da Polícia iraquiana.O atentado aconteceu em uma praça junto ao mercado Al Hamra, o mais movimentado da parte antiga da cidade e que no momento do ataque estava cheio de pessoas. Os danos materiais são enormes, disseram as fontes.Segundo as primeiras informações policiais, não se trata de um atentado suicida, mas de uma bomba acionada por controle remoto, mas outras fontes citadas pela rede Al Jazira indicam o contrário.O atentado acontece apenas três dias depois de oprimeiro-ministro iraquiano, Nouri Al-Maliki, anunciar estado de emergência nesta cidade, a segunda mais povoada do Iraque.A situação de segurança em Basra, cidade de população quase exclusivamente xiita, teve uma piora nos últimos meses, com uma crescente atividade de milícias xiitas radicais e atritos cada vez mais freqüentes entre a Polícia iraquiana e as tropas britânicas quefazem a segurança na província.Cabeças Em mais incidentes violentos neste sábado, a polícia iraquiana encontrou oito cabeças decapitadas na cidade de Baqouba, no norte da capital. Um bilhete deixado junto às cabeças indica que a ação foi uma retaliação pela morte de quatro médicos xiitas.Cinco dos homens, cujas cabeças foram encontradas em um complexo hospitalar, foram presos pela polícia iraquiana na quinta-feira, informou o tenente-coronel Adil Al-Zihari. O bilhete encontrado com as cabeças afirma que uma das vítimas era o ex-governador Abdul Aziz al-Sheik Hamad, que ocupou o cargo durante a gestão do premier Ayad Allawi,As cabeças foram transferidas em caixas de frutas para um necrotério na cidade de Baqouba.Ataque de rebeldesAinda em Baqouba, pelo menos sete policiais morreram e vários civis ficaram feridos no ataque de um grupo rebelde contra um posto policial em uma estrada, informaram neste sábado fontes oficiais.No atentado, perpetrado contra o posto de Al Razi, ao sudoeste de da citada cidade, Os insurgentes usaram granadas e armas automáticas.Baquba, localizada 65 quilômetros ao norte de Bagdá, é a capital de Diala, uma das províncias mais violentas do país e onde são mais ativos os grupos da insurgência sunita que luta contra as tropas ocupantes e as autoridades iraquianas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.