Carro-bomba no México deixa 2 mortos e 7 feridos

Dois policiais morreram e outras sete pessoas ficaram feridas na explosão de um carro-bomba diante da casa de um alto oficial de segurança no estado de Tamaulipas, no norte do México, nesta terça-feira.

AE, Agência Estado

03 de julho de 2012 | 15h46

O alvo do ataque, o secretário de Segurança Pública do Estado, Rafael Lomeli, nada sofreu, mas três vizinhos foram atingidos por fragmentos de vidro, segundo autoridades de Tamaulipas.

O atentado teria sido uma represália de traficantes de drogas. "Este ataque foi em resposta a ações dos governos estadual e federal para aperfeiçoar e garantir a segurança pública", afirmou Morelos Canseco, secretário de Interior de Tamaulipas.

Nos últimos anos, vários atentados com carros-bomba ocorreram em Tamaulipas, onde o Cartel do Golfo está em conflito com uma gangue rival conhecida como Los Zetas, mas esta é a primeira explosão a fazer um número maior de vítimas.

Segundo Canseco, a bomba foi detonada por celular logo depois de Lomeli chegar a sua casa e o detonador e explosivos usados no atentado eram mais sofisticados que de costume.

Em julho de 2010, três pessoas morreram e nove ficaram feridas em um atentado semelhante em Ciudad Juarez, a oeste de Tamaulipas. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Méxicoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.