Carro de fotógrafo é atacado por soldados de Israel

O fotógrafo Hathem Moussa, da agência de notícias Associated Press, foi atacado - aparentemente por soldados do Exército de Israel - quando trabalhava na cidade de Beit Hanoun, no norte da Faixa de Gaza. Cinco balas atingiram o carro blindado no qual ele viajava. O jornalista foi atacado quando deixava uma área na qual um grupo de jovens palestinos atirava pedras contra tanques israelenses.Moussa não ficou ferido.Seu carro branco, cuja inscrição "TV", em laranja fluorescente, era bastante nítida, foi alvejado pelas balas nas janelas traseira e laterais. Não havia pistoleiros palestinos na área naquele momento, nem locais nos quais eles pudessem se esconder, denunciou Moussa. A Associated Press apresentou uma queixa ao Exército de Israel, que garantiu a abertura de uma investigação sobre o incidente.Um porta-voz do Exército garantiu que um "intenso tiroteio ocorria na área" naquele momento e afirmou que "as forças de defesa de Israel estão comprometidas com a liberdade de imprensa e não atacam jornalistas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.