Carro do primeiro-ministro do Paquistão é atacado

Desconhecidos abriram fogo hoje contra o carro oficial do primeiro-ministro do Paquistão, Yousaf Raza Gillani, nos arredores de Islamabad, mas o chefe de governo não estaria no veículo no momento da aparente tentativa de assassinato. O ataque ocorreu na cidade de Rawalpindi, perto da capital paquistanesa, apenas três dias antes das eleições presidenciais indiretas no país.Zahid Bashir, secretário de imprensa de Gillani, afirmou hoje que, "na tentativa de assassinato, duas balas atingiram o lado do motorista do carro blindado no qual viajava o primeiro-ministro". Mas o secretário de Interior, Kamal Shah, assegurou que o primeiro-ministro e seus assessores não estavam no veículo. De acordo com outros funcionários paquistaneses, o motorista dirigia-se ao aeroporto para buscar Gillani. Não foi possível esclarecer em mais detalhes as versões conflitantes.A emissora estatal Pakistan Television difundiu imagens do Mercedes preto do primeiro-ministro com dois impactos evidentes de bala na janela do motorista. O vidro estava totalmente estilhaçado, mas não se desintegrou.A aparente tentativa de assassinato do chefe de governo ocorre apenas uma semana depois de um ataque ao carro no qual viajava Lynne Tracy, a principal diplomata dos Estados Unidos no instável noroeste do Paquistão. Não houve vítimas desse ataque. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.