Carros-bomba matam 32 e ferem 60 na Chechênia

Pelo menos 32 pessoas morreram e 60 ficaram feridas nesta sexta-feira, quando dois militantes suicidas conduziram seus veículos até um complexo governamental checheno situado em Grozny, informou a agência de notícias Interfax, citando o Ministério do Interior da Chechênia. O ministro checheno de Interior, Ruslan Tsakayev, disse à Interfax que as bombas foram colocadas num caminhão e num veículo off-road que invadiram o complexo governamental por volta das 14h30 locais. Segundo ele, as autoridades locais ainda tentam determinar com exatidão o número de vítimas. O procurador-geral da Chechênia, Valery Kravchenko, disse que 14 corpos foram encontrados e temia-se que mais cadáveres estivessem sob os escombros do edifício. A agência ITAR-Tass citou uma fonte ligada à procuradoria-geral chechena segundo a qual o número mínimo de mortos é 25, provavelmente já incluídos os motoristas suicidas. Mais tarde, o Ministério de Interior informou que o número de mortos chegara a 32, informou a ITAR-Tass.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.