Carta atribuída a mulá conclama à jihad

Uma carta atribuída ao mulá Omar, ex-líder espiritual dos talebãs afegãos, divulgada nesta quarta-feira, incita a levar "a guerra santa até a última gota de sangue" contra "o genocídio dos muçulmanos" e exorta a atacar os alvos dos EUA em qualquer lugar do mundo.A suposta carta do mulá apareceu no site da internet islamonline, por ocasião do aniversário do ataque aliado contra o Afeganistão. A suposta carta é dirigida "ao povo afegão, à nação islâmica e a todo o mundo livre".A suposta carta, de três páginas, também foi divulgada pelo jornal egípcio Asharq Al Awsat. O texto convida a se levar a cabo uma "jihad" (guerra santa) contra os inimigos da nação islâmica e os Estados Unidos, em particular.O mulá Omar conclama, na suposta carta, os combatentes muçulmanos a "unir e organizar suas forças e atacar os interesses dos EUA onde quer que se encontrem".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.