Carta atribuída a Saddam adverte estrangeiros no Iraque

Uma carta supostamente escrita pelo ditador iraquiano deposto Saddam Hussein alerta os estrangeiros a abandonar o Iraque ou enfrentar a morte. Uma cópia da carta de três páginas, enviada para o jornal Al-Quds Al-Arabi, baseado em Londres, e obtida pela Associated Press, avisa que uma nova fase da "resistência" iraquiana à ocupação liderada pelos Estados Unidos está prestes a começar."Dizemos aos países do mundo para retirar seus cidadãos do Iraque, por estarmos numa guerra de libertação. Se não o fizerem, então serão responsáveis pela vida deles", diz a carta, datada de 12 de junho.O Al-Quds Al-Arabi tem publicado várias cartas, inclusive duas no mês passado, que garante ter recebido de Saddam. O diário adota uma linha editorial pró-Saddam e responsabiliza o povo iraquiano por sua deposição. A última carta, que o jornal pretende publicar amanhã, afirma que a "resistência (iraquiana) adotou uma decisão irreversível de ampliar suas operações".O editor-gerente do jornal, Sana Aloul, disse que o diário desconhece a origem da carta, mas considerou não ter motivo para duvidar de que ela foi escrita por Saddam. Segundo Aloul, a carta foi recebida hoje e foi a quinta enviada ao jornal supostamente pelo deposto presidente iraquiano.Desde que as forças de ocupação lideradas pelos Estados Unidos assumiram um relativo controle do Iraque cerca de dois meses atrás, o destino de Saddam permanece desconhecido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.