Carta-bomba fere um em agência tributária

Um grupo anarquista italiano de extrema esquerda, que se autodenomina Federação Anarquista Informal (FAI), assumiu a responsabilidade pelo envio de uma carta-bomba que explodiu em Roma ontem. O ataque deixou um ferido na principal agência tributária do país, a Equitalia. O grupo anarquista também assumiu a responsabilidade pelo envio de um pacote-bomba na quarta-feira ao executivo-chefe do Deutsche Bank, Josef Ackermann, de acordo com um bilhete descoberto no embrulho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.