Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Carta com veneno é enviada a senador que discute armas

Enquanto o Departamento de Segurança Interna dos EUA investigava se o mortífero ataque a bomba da véspera, na Maratona de Boston, tinha sido lançado por um indivíduo ou grupo - estrangeiro ou doméstico -, uma carta com o veneno ricinina, endereçada ao senador republicano Roger Kicker, foi descoberta ontem.

O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2013 | 02h01

Kicker, eleito pelo Mississippi, é um defensor do controle de armas e próximo aos democratas do Senado. Após se reunir com o presidente Barack Obama para discutir o tema, Kicker chegou a ser chamado de traidor em seu Estado.

A carta foi detectada durante uma inspeção de rotina num edifício fora do Capitólio e não chegou a entrar nas instalações ou no gabinete do senador.

A correspondência enviada aos parlamentares é rastreada em busca de explosivos ou produtos químicos nocivos. A ricinina é uma substância tóxica já utilizada em atentados pelo correio por ativistas americanos antigoverno.

No início do dia, um pacote suspeito causou o esvaziamento parcial do Aeroporto de La Guardia, em Nova York. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.