AP Photo/Fernando Vergara
AP Photo/Fernando Vergara

Cartagena se prepara para acordo de paz

Governo decretou dia cívico e a movimentação que se vê é para finalizar alguns detalhes no local onde será a cerimônia

Fernanda Simas, enviada especial / Cartagena, Colômbia, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2016 | 14h57

CARTAGENA, COLÔMBIA - A cidade de Cartagena se prepara para ver a histórica assinatura do acordo de paz entre o governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). A movimentação na cidade nesta segunda-feira, 26, é diferente de qualquer outro dia. As ruas estão fechadas, todos os turistas recebem instruções para carregar um documento e algo que prove a reserva em algum hotel, para o caso de serem parados por policiais. Além disso, o próprio policiamento foi reforçado e os cidadãos de Cartagena tiveram de alterar sua rotina.

O governo decretou dia cívico, ou seja, as empresas públicas não funcionam, e a movimentação que se vê é para finalizar alguns detalhes no local da cerimônia, perto do Museu Naval.

Os funcionários vestidos de branco terminam de colocar as cadeiras na área onde será cerimônia, o painel com o desenho da pomba da paz que se tornou símbolo do processo está pronto e os testes de som estão sendo realizados.

Desde a tarde de domingo diversos líderes mundiais desembarcaram na cidade turística e deram declarações de apoio ao processo de paz. O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e o líder das Farc, Rodrigo Londoño Echeverri, conhecido como "Timochenko", assinarão o acordo resultante de quatro anos de negociações em uma cerimônia que contará com a presença de lideranças mundiais no fim desta tarde.

Enquanto isso, a oposição contrária ao acordo de paz realiza manifestações, lideradas pelo senador e ex-presidente Álvaro Uribe, sob o lema "Colômbia não se rende".

Tudo o que sabemos sobre:
FarcColômbiaJuan Manuel Santos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.