Cartel mexicano promete trégua durante visita papal

Traficantes de um dos maiores cartéis da droga do México prepararam e fixaram em muros e passarelas 11 faixas nesta segunda-feira, no Estado de Guanajuato, nos quais prometeram suspender a violência nos dias em que o papa Bento XVI visitar o México, a partir da sexta-feira. As 11 faixas foram penduradas em cinco municípios, incluído o de León, onde Bento XVI começa oficialmente sua viagem mexicana na sexta-feira. As faixas foram assinadas pelos Cavaleiros Templários, uma gangue que atua no México central. Um funcionário da procuradoria do Estado de Guanajuato, que falou sob anonimato, disse que as faixas começaram a aparecer no sábado e trazem uma mensagem "de trégua e paz, além de afirmarem que manterão a paz durante a visita do papa".

AE, Agência Estado

19 de março de 2012 | 20h01

A gangue dos Cavaleiros Templários é uma dissidência do cartel do narcotráfico La Familia, que atua nos Estados de Guanajuato e Michoacán. Bento XVI deverá visitar Guanajuato entre a sexta-feira (23) e a segunda-feira, quando viajará a Cuba.

A visita de Bento XVI ao México ocorre em meio ao clima de violência e terror provocado pelas guerras entre os cartéis do narcotráfico. No domingo, autoridades mexicanas encontraram dez cabeças humanas, jogadas perto de um matadouro em uma cidade no norte do Estado de Guerrero. A polícia busca pelos cadáveres decapitados. As cabeças eram de sete homens e três mulheres. Uma delas tinha uma mensagem ameaçadora contra membros do cartel La Família: "Isso acontecerá com todos os que apoiem La Familia".

As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.