Cartório alemão não registra bebê com nome de Bin Laden

Funcionários de um cartório alemão negaram o pedido de um casal turco para registrar seu filho com o nome de Osama bin Laden, informou hoje Birgit Neepman, porta-voz da corte distrital de Colônia, cidade onde o pedido foi feito. As leis alemães proíbem os pais de darem nomes a seus filhos que possam desonrá-los ou pôr em risco sua dignidade. "Este é o caso deste nome", disse Neepman. O registro foi negado pelo cartório, mas os pais do menino, nascido em julho, podem recorrer na Justiça. Os nomes dos pais da criança não foram revelados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.