Cartunista alemão é ameaçado após retratar jogadores como terroristas

Um cartunista político de um dos maiores jornais da Alemanha recebeu ameaças de morte após publicar uma charge em que a seleção iraniana de futebol aparece usando cintos de explosivos próximos a soldados alemães. O jornal informou sobre a ameaça nesta terça-feira.O cartunista Klaus Stuttmann disse que o desenho tinha como objetivo criticar as alegações de que de que o exército alemão está preparado para garantir a segurança durante as partidas da Copa do Mundo. A charge foi publicada na última sexta-feira pelo jornal Tagesspiegel.Em uma nota publicada pelo jornal, Stuttmann informa que não era sua intenção insultar os iranianos ou quaisquer outros muçulmanos. De qualquer maneira, em tempos de crescente sensibilidade em relação ao programa nuclear iraquiano e com a disseminação da fúria dos muçulmanos em relação às caricaturas do Profeta Maomé, a imagem rapidamente se tornou um escândalo. Segundo o jornal, um site para fãs de futebol iranianos divulgou o desenho no sábado. Stuttmann rapidamente virou alvo de centenas de mensagens de ódio, incluindo três ameaças de morte.O jornal também recebeu uma carta de protesto enviada pela embaixada iraniana, que chamou a publicação das caricaturas de "falta de educação". A representação também exigiu que o jornal envie "um pedido de desculpa por escrito e tome as medidas necessárias para reparar esse ato imoral".Para o Tagesspiegel o desentendimento deve-se a "falta de entendido" da política alemã por parte dos iranianos. "Nós lamentamos a reação iraniana, que só podemos entender como um desconhecimento do debate político na Alemanha", informava um pronunciamento escrito pelo editor do jornal publicado na edição desta terça-feira.Os desenhos se referem a um debate de longa data sobre proibição pela constituição alemã da utilização das forças armadas para segurança doméstica. O pronunciamento também foi enviado por e-mail para os que reclamaram da caricatura, o que resultou em uma queda no número de reclamações enviados ao jornal.O Irã é um dos 32 países que irá competir na Copa do Mundo da Alemanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.