Nicholas Kamm/ AFP
Nicholas Kamm/ AFP

Casa Branca analisa reduzir impostos diante de ameaça de recessão

O imposto de renda foi reduzido em 2011 e 2012, pelo presidente Barack Obama, para reativar a economia após a crise de 2008

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2019 | 01h58

A Casa Branca analisa reduzir impostos e tarifas para evitar uma eventual recessão nos Estados Unidos, revela a imprensa americana nesta segunda-feira, 19, apesar da insistência de Donald Trump sobre a boa saúde da economia americana.

Segundo The Washington Post, a administração Trump estuda várias medidas para estimular a economia americana, entre elas uma redução temporária do imposto de renda para melhorar o poder aquisitivo dos trabalhadores. 

Já o The New York Times noticia que a Casa Branca pode renunciar também às novas tarifas impostas por Trump às importações chinesas no contexto da guerra comercial com Pequim.

As medidas estão sendo analisadas e seus responsáveis ainda não perguntaram a opinião de Trump, que no caso de aceitá-las precisaria da aprovação do Congresso, destaca a imprensa. "Reduzir o imposto de renda não é algo que analisamos neste momento", disse a Casa Branca ao The Washington Post.

O imposto de renda foi reduzido temporariamente em 2011 e 2012, sob o mandato do presidente Barack Obama, para reativar a economia americana após a crise financeira de 2008.

Segundo pesquisa publicada no domingo pela Associação Nacional de Economistas de Negócios (NABE), quase três quartos dos economistas americanos esperam uma recessão em 2021.  Mas Trump está cético: "não acredito que vá haver recessão e estamos indo terrivelmente bem". AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.