Casa Branca boicota acordo sobre armas biológicas

Apesar de o governo norte-americano ter adotado hoje medidas para conter o bioterrorismo, vários países se queixam de que a Casa Branca estaria boicotando um acordo internacional para a fiscalização da produção de armas biológicas no mundo. No ano passado, depois de seis anos de negociações, os Estados Unidos decidiram se recusar a aceitar o acordo.A Convenção sobre Armas Biológicas de 1972 proíbe o uso desse tipo de armamento pelos países. O problema é que a convenção não prevê um mecanismo de verificação e o novo acordo criaria um organismo que seria responsável por realizar inspeções. Washington, porém, alega que o protocolo não tem poder suficiente para identificar os violadores da convenção. Outro obstáculo para que a administração Bush aceitasse o acordo foi a recusa das indústrias farmacêuticas de serem "visitadas" por inspetores internacionais. "O acordo ameaça as informações confidenciais sobre nossa nação e nossos negócios", disse um diplomata americano na época.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.