Ruth Fremson/NYT
Ruth Fremson/NYT

Casa Branca condena assassinato de irmão de presidente afegão

Segundo porta-voz, EUA ofereceram ajuda ao Afeganistão na investigação do crime, que ocorreu hoje

AE, Agência Estado

12 de julho de 2011 | 16h18

WASHINGTON - Os Estados Unidos condenaram "nos mais duros termos" o assassinato de Ahmed Wali Karzai, meio-irmão do presidente do Afeganistão, Hamid Karzai.

 

Jay Carney, porta-voz do governo, ofereceu a ajuda dos Estados Unidos na investigação do crime. Ahmed foi assassinado em sua residência em Kandahar, no sul do Afeganistão, quando recebia convidados.

 

Carney disse que o governo norte-americano está enviando "orações e condolências" aos familiares de Karzai. O meio-irmão do presidente afegão dirigia a Assembleia Legislativa de Kandahar. O assassino foi identificado por autoridades locais como uma pessoa próxima do político.

 

As informações são da Associated Press

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.