Casa Branca condena atentado suicida em Jerusalém

A Casa Branca condenou o atentado terrorista suicida ocorrido hoje em Jerusalém. "Há pessoas na região que querem interromper a missão do secretário (de Estado Colin) Powell, mas apesar do atentado, o presidente (George W. Bush) não se desestimulará a pedir paz no Oriente Médio," disse o porta-voz da Casa Branca, Ari Fleischer. Sobre a Venezuela, ele disse que os EUA observam atentamente os acontecimentos de lá. Segundo ele, a Casa Branca elogiou as ações militares da Venezuela que levaram à renúncia do presidente Hugo Chavez na madrugada de hoje. ?Nós esperávamos que os lados, mas especialmente a administração de Chavez, agissem com restrições e mostrassem respeito total à livre expressão das opiniões políticas," disse Fleischer. "Sabemos que foram as atitudes do governo de Chavez que provocaram a crise," acrescentou. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.