Gabriella Demczuk/The New York Times
Gabriella Demczuk/The New York Times

Casa Branca confirma cancelamento da visita de Dilma

Governo americano afirma que decisão da presidente brasileira foi tomada em conjunto com Obama

Cláudia Trevisan, correspondente em Washington ,

17 Setembro 2013 | 15h04

Washington - A Casa Branca divulgou nota no início da tarde desta terça-feira, 17, na qual afirma que a decisão de adiar a visita da presidente Dilma Rousseff a Washington foi tomada em conjunto com o presidente Barack Obama e que uma nova data será definida pelos dois dirigentes.

"O presidente Obama e a presidente Rousseff aguardam a visita de Estado, que vai celebrar nosso amplo relacionamento e não deve ser ofuscada por um único problema bilateral, não importa o quão importante e desafiador ele seja", disse a nota da Secretaria de Imprensa da Casa Branca.

Segundo o texto, Obama "entende e lamenta" as preocupações geradas pelas supostas atividades de inteligência americana no Brasil e está disposto a trabalhar para resolver essa fonte de tensão para a relação bilateral.

O assunto foi discutido na semana passada entre o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Luiz Alberto Figueiredo, e a chefe do Conselho Nacional de Segurança dos EUA, Susan Rice. "Como o presidente afirmou anteriormente, ele ordenou uma revisão ampla da postura de inteligência dos EUA, mas o processo vai levar meses para estar concluído", disse a nota de ontem.

Marcada originalmente para o dia 23 de outubro, essa seria a primeira visita de Estado do segundo mandato de Obama e a única que ele receberia neste ano. A possibilidade de o encontro ser adiado _ou cancelado_ surgiu depois das revelações de que a Agência Nacional de Inteligência americana monitorou comunicações de Dilma com seus assessores.

Mais conteúdo sobre:
EUABarack ObamaDilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.