Casa Branca contesta prisão de filhos de Bin Laden

O ministro de Interior de uma província paquistanesa disse nesta sexta-feira que sete membros da rede extremista Al-Qaeda foram mortos numa operação no Afeganistão, perto da fronteira com o Paquistão, e garantiu que dois filhos de Osama bin Laden foram feridos na ação. Agentes antiterrorismo dos Estados Unidos contestaram informações segundo as quais os filhos de Bin Laden teriam sido detidos.Não foi possível checar os rumores junto a fontes independentes.Sanaullah Zehri, ministro de Interior da província do Baluchistão, disse que a operação foi protagonizada por "forças aliadas" e que soldados norte-americanas estiveram envolvidos. A ação ocorreu em Rabat, na tríplice fronteira entre Afeganistão, Irã e Paquistão.Em Washington, agentes antiterrorismo dos EUA contestaram veementemente a informação. Eles garantiram não possuírem nenhum indício que sugerisse que os filhos de Bin Laden teriam sido detidos.No Pentágono, dois militares de alta patente também disseram que não poderiam confirmar a informação. Eles diziam não saber se a alegação era correta, mas não havia nenhuma indicação de envolvimento dos soldados norte-americanos nessa operação.O porta-voz da Casa Branca, Ari Fleischer, também minimizou a importância da polêmica. "Não temos informações capazes de comprovar tais relatos."Jornalistas paquistaneses que tentaram chegar à região de Rabat na manhã de hoje foram contidos por agentes de segurança em Noshgi, a 400 quilômetros de Rabat, e proibidos de seguir viagem.No site da BBC na Internet, Zehri é citado dizendo ter recebido informações de serviços secretos, mas não especifica a origem dos rumores.O comandante militar afegão em Rabat, Haji Eid Mohammad, negou as detenções. "Não. Isto não está certo", disse ele. "Meus homens estão patrulhando a região ao lados dos norte-americanos e há muito tempo não ocorre nenhuma ação em grande escala dos Estados Unidos por aqui."Nafaas Khan, vice-inspetor de polícia da província de Nimroz, disse que helicópteros norte-americanos foram vistos sobrevoando Rabat na manhã de hoje. No entanto, não há informações disponíveis sobre os filhos de Bin Laden.As buscas por Bin Laden e outros líderes da Al-Qaeda foram intensificadas desde a captura, no último fim de semana, de Khalid Shaikh Mohammed, chefe de operações da Al-Qaeda, nos arredores de Islamabad.Fontes ligadas aos serviços secreto e de segurança do Paquistão disseram que soldados norte-americanos e paquistaneses vinham realizando operações pela província do Baluchistão, seguindo pistas fornecidas por Mohammed.Também houve relatos de operações conduzidas perto da fronteira entre Paquistão e Afeganistão para expulsar supostos membros da Al-Qaeda.No entanto, o ministro de Interior do Paquistão, xeque Rashid Ahmed, negou a ocorrência de tais ações conjuntas em solo paquistanês. Partidos políticos islâmicos radicais são veementemente contrários à presença de soldados dos Estados Unidos no Paquistão.O coronel Roger King, porta-voz do Exército norte-americano na Base Aérea de Bagram, perto de Cabul, também não confirmou a prisão dos filhos de Bin Laden e negou que forças de coalizão tenham sido envolvidas em ações em Rabat.Mohammed Daoud, porta-voz do Ministério do Interior do Afeganistão, foi mais um a negar a prisão dos filhos de Bin Laden. "Não temos informações sobre isso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.