Divulgação
Divulgação

Casa Branca corta apoio financeiro de US$ 200 milhões à Palestina

Departamento de Estado informou que o montante será redirecionado a 'projetos de alta prioridade em outros lugares', mas não especificou o destino exato

O Estado de S.Paulo

25 Agosto 2018 | 03h56

WASHINGTON - A Casa Branca cortou o apoio financeiro de US$ 200 milhões previstos para projetos de assistência na Faixa de Gaza e na Cisjordânia, informou o Departamento de Estado americano em comunicado enviado ao Congresso nesta sexta-feira, 24.

Segundo a administração Trump, a verba será redirecionada a "projetos de alta prioridade em outros lugares", sem especificar quais projetos ou locais receberão o montante. A decisão foi tomada após o governo realizar uma revisão sobre o financiamento de projetos conduzidos pelos Estados Unidos na Palestina.

O apoio financeiro estava empenhado no plano orçamentário americano que vence no dia 30 de setembro.  A quantia seria utilizada para ações voltadas para a promoção da saúde, educação e governança da população palestina.

Um dos atritos envolvendo a Casa Branca e a Autoridade Palestina, que governa a Cisjordânia, é o gasto da verba americana com indenizações às famílias de palestinos mortos, feridos ou presos durante confrontos com as forças militares de Israel. //ASSOCIATED PRESS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.