Casa Branca diz 'garantir' que Síria cumpra acordo

A Casa Branca afirmou neste domingo que vai "garantir" que o regime sírio cumpra o acordo de entregar seu armamento químico, insistindo que o acordo ainda pode ser cumprido, apesar dos atrasos.

AE, Agência Estado

02 de fevereiro de 2014 | 14h53

"Isso não está caindo aos pedaços, mas gostaríamos de ver o acordo proceder muito mais rapidamente", disse o chefe de gabinete da Casa Branca, Denis McDonough. Ele afirmou que os EUA não são dependentes da Rússia para fazer o presidente sírio, Bashar Assad, cumprir os termos acordados. Moscou é o principal fornecedor de armas para o regime sírio.

"Vamos garantir que os sírios cumpram suas obrigações. Eles têm uma obrigação com a comunidade internacional de fazer exatamente o que eles disseram que iriam fazer", disse McDonough. Ele se recusou, porém, a dizer o que os EUA farão se o regime de Assad não contribuir.

O secretário de Estado americano, John Kerry, expressou preocupação com a conduta de Assad durante visita à Europa neste fim de semana. Apenas 4% das 530 toneladas métricas de armas químicas foram removidas do país até agora, apesar do prazo de 31 de dezembro de 2013 para a remoção de todas as armas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUASíriaacordo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.