Casa Branca elogia McCain por suspender campanha

A Casa Branca elogiou a decisão do candidato republicano à presidência, John McCain, de suspender sua campanha para se concentrar na crise financeira, dizendo que o apoio bipartidário de McCain e do candidato democrata, Barack Obama, será útil para alcançar um acordo sobre o plano de socorro financeiro. "A crise no mercado financeiro é um grande problema que exige uma grande solução e resolver isto de uma forma bipartidária vai ajudar a evitar que os danos econômicos se espalhem de Wall Street para todos os americanos", disse a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino. "Estamos fazendo progressos nas negociações sobre a legislação de socorro aos mercados financeiros, mas ainda não terminamos", disse Perino. "O apoio bipartidário dos senadores McCain e Obama será útil para conduzir a uma conclusão."O presidente norte-americano George W. Bush vai abordar a situação em um pronunciamento para tevê, hoje a partir das 22 horas (horário de Brasília), intensificando a pressão da Casa Branca para a aprovação do pacote pelo Congresso esta semana. Segundo informações do The Wall Street Journal, McCain pediria que o primeiro debate presidencial com seu rival, o democrata Barack Obama, que deveria ocorrer na noite de sexta-feira, fosse adiado, por causa da crise financeira e da urgência de aprovar o socorro. O adiamento do debate, no entanto, ainda não foi confirmado. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.