Casa Branca nega campanha contra governo francês

A Casa Branca negou acusações da França de que a administração Bush orquestrou uma campanha para desacreditar o país. "Acho que não existe qualquer fundamento" na acusação, afirmou o porta-voz da Casa Branca Scott McClellan. Ele lembrou que recentemente o secretário de Estado Colin Powell disse que a França "é um aliado. Eles ainda são amigos e apesar de diferenças passadas, estamos olhando para o futuro... para maneiras de cooperar em áreas de interesse comum".O governo francês confirmou estar compilando uma lista do que considera ser falsas notícias sobre suas atividades."Como parte da campanha de esclarecimento... começamos a enumerar as falsas acusações que apareceram na imprensa americana e que chocaram profundamente o povo francês", afirmou Marie Masdupuy, uma porta-voz do Ministério do Exterior francês, a repórteres. "Toda vez, negamos essas alegações com a maior firmeza", ressaltou.O jornal The Washington Post publicou em sua primeira página que o governo francês acredita estar sendo vítima de uma "campanha organizada de desinformação" montada dentro da administração Bush para desacreditá-lo, com alegações de cumplicidade com o líder deposto iraquiano Saddam Hussein. Segundo o jornal, a França fez a acusação em cartas à administração e a membros do Congresso.A França teria oferecido detalhes do que considera serem as falsas histórias que apareceram na mídia americana nos últimos nove meses, escreveu o jornal, citando fontes anônimas na administração. Entre elas está uma notícia sobre uma suposta venda de armas da França para o Iraque e uma matéria da semana passada afirmando que autoridades francesas forneceram passaportes para iraquianos fugitivos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.