Casa Branca nega que vá legalizar mexicanos

A Casa Branca descartou nesta segunda-feira a possibilidade de os Estados Unidos concederem visto de permanência e, depois, de cidadania, a mais de 3 milhões de mexicanos que trabalham ilegalmente no país. A imprensa norte-americana informara domingo que a proposta é uma das apresentadas num relatório sobre imigração feito por funcionários dos Departamentos de Estado e de Justiça. Tal medida daria alívio permanente a certos mexicanos que vivem escondidos nos EUA, principalmente nos Estados fronteiriços. Também representaria um golpe político a favor do presidente republicano, que busca o apoio da comunidade hispânica. O governo assinalou nesta segunda-feira que o mais provável é a criação de um programa de trabalho temporário. Três milhões de mexicanos vivem ilegalmente nos Estados Unidos, de acordo com um relatório divulgado na semana passada pelo Conselho Nacional de População do México. Uma equipe formada por funcionários dos Departamentos norte-americanos de Estado e Justiça planejava enviar nesta segunda a Bush um documento sobre as questões fronteiriças entre México e EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.