Casa Branca oficializa mudança de comandantes no Iraque

Em meios às pressões para a definição de um novo rumo para a guerra do Iraque, a Casa Branca anunciou oficialmente nesta sexta-feira uma série de mudanças nas lideranças do comando militar americano no país árabe. As alterações, que foram amplamente antecipadas pela imprensa americana ao longo desta sexta-feira, vêm no mesmo dia em que a nova liderança democrata no Congresso criticou a possibilidade de um aumento temporário no número de tropas engajadas no conflito.Segundo o comunicado da administração, o presidente George w. Bush irá nomear o general William Fallon, responsável pelas forças americanas no Pacífico, para assumir o posto do general John Abizaid como comandante geral dos Estados Unidos no Oriente Médio. Já o general George Casey, atual comandante americano no Iraque, será substituído pelo general David Petraeus - que comandou os esforços para treinar as forças de segurança iraquianas.Casey, entretanto, deve continuar no Iraque, assumindo o posto do general Peter Schoomaker como chefe de pessoal do Exército. "O presidente aceitou as recomendações, encaminhará as nomeações e está contente em fazer desta forma", disse o secretário de Imprensa da Casa Branca, Tony Snow.As mudanças, que ainda terão que ser confirmadas pelo Senado, são uma clara demonstração de que Bush planeja alterar o rumo da guerra no Iraque. As mudanças foram anunciadas poucos dias antes de o presidente anunciar seus planos para uma nova estratégia para a guerra. O conflito, que está próximo de completar quatro anos, já custou a vida de mais de 3 mil soldados americanos.A nova estratégia do presidente americano contará com novos passos políticos, militares e econômicos. No âmbito militar - front que tem atraído a maior atenção e ceticismo do Congresso - estima-se que os Estados Unidos ampliem temporariamente o número de soldados no país árabe. Em mudanças futuras, Bush deverá nomear Ryan Crocker, um veterano diplomata americano, para substituir Zalmay Khalilzad como embaixador dos Estados Unidos no Iraque. Khalilzad, por sua vez, será o novo embaixador americano na ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.