Casa Branca pede a senadores que falem bem de Yellen

Em ligações telefônicas aos senadores democratas, autoridades da Casa Branca vêm pedindo que eles falem favoravelmente sobre a vice-presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, segundo o assessor de um senador. A informação é mais uma evidência de que Yellen é a candidata favorita pelo governo de Barack Obama para comandar o banco central norte-americano.

AE, Agência Estado

28 de setembro de 2013 | 08h09

Segundo o assessor, a Casa Branca pediu aos senadores democratas que apresentem agora qualquer objeção que possam ter em relação à escolha de Yellen, em vez de o fazerem após o anúncio da nomeação.

"Todos os sinais que recebemos desde que Lawrence Summers saiu da disputa indicam que Yellen será a escolhida", disse a fonte. "A mensagem foi de que seria bom se todos pudessem começar a dizer coisas boas sobre ela e que, se tiverem objeções, é importante falar para não pegar ninguém de surpresa."

Outra autoridade do Senado próxima à Casa Branca disse que Yellen é a escolha provável.

Mas nada é certo ainda. Há alguns dias, Summers, que foi o principal conselheiro econômico da Casa Branca no primeiro mandato de Obama, era o favorito para suceder Ben Bernanke na presidência do Fed, mas sua candidatura ruiu após senadores democratas reclamarem de suas ligações com Wall Street e pedirem a nomeação de Yellen. Após sua retirada, Yellen agora parece disputar o posto com o ex-vice-presidente do Fed Donald Kohn, citado por Obama em conversas recentes.

Sem um escolhido até agora, o Senado provavelmente não deve realizar uma audiência de confirmação até o fim de outubro ou início de novembro, disse o assessor. A Casa Branca se recusou a comentar o assunto. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
EUACasa BrancaFedYellen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.