Casa Branca rejeita idéia de debate entre Bush e Admadinejad

A Casa Branca descartou a idéia de um debate televisionado entre o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e o líder iraniano, Mahmoud Ahmadinejad. O governo americano classificou a proposta - feita por Ahmadinejad em uma coletiva de imprensa nesta terça-feira - como uma forma de desviar a atenção diante do que Washington considera o ponto principal a ser negociado com o Irã; seu polêmico programa nuclear.A porta-voz do governo Dana Perino colocou a discussão nos termos da administração. "Eu preferiria falar a vocês sobre o que o presidente, a secretária Rice e outros já disseram em relação ao Irã. Eles já sabem o que devem fazer para construir uma ligação construtiva com a comunidade internacional", disse. "Nós já dissemos que temos o desejo de conversar com o Irã no contexto de uma resposta positiva ao pacote P5+1", disse ela, referindo-se aos incentivos oferecidos pelos cinco membros do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha para que Teerã cancele suas atividades de enriquecimento de urânio."Falar em debate só desvia a atenção diante das preocupações legítimas da comunidade internacional - e não apenas dos Estados Unidos - sobre o comportamento do Irã. Do apoio ao terrorismo ao desenvolvimento de armamentos nucleares", completou ela.Embora tenha proposto o debate nesta terça-feira, esta não é a primeira vez que Ahmadinejad tenta virar o jogo com uma provocação direta ao presidente americano. No início do ano, ele escreveu uma carta endereçada pessoalmente a Bush. Washington, no entanto, descartou a atitude como irrelevante e não direcionada a solucionar a questão central; o programa nuclear iraniano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.