Casa Branca sobe tom de críticas à Rússia

A Casa Branca emitiu sua declaração mais forte até agora contra o presidente da Rússia, Vladimir Putin, sobre a derrubada do avião da Malaysia Airlines no leste da Ucrânia, afirmando nesta sexta-feira que a evidência disponível mostra que os russos são "culpáveis" pelo desastre aéreo.

AE, Agência Estado

25 de julho de 2014 | 20h13

O secretário de imprensa da Casa Branca, Josh Earnest, repetiu nesta sexta-feira acusações dos EUA de que os russos forneceram armas pesadas para as forças separatistas ucranianas, incluindo armas antiaéreas como o sistema SA-11, que autoridades dos EUA dizem ter sido usado para derrubar a aeronave da Malaysia Airlines que fazia o voo MH17 na semana passada. "Concluímos que Vladimir Putin e os russos são culpáveis por essa tragédia", afirmou.

Earnest disse ainda que o presidente Barack Obama acreditava que a queda do avião atraiu atenção para um problema que vinha sendo ignorado. "Se foram os russos mesmo que puxaram o gatilho ou separatistas russos treinados pelos russos, é tudo o mesmo, tudo leva, em última instância, a Vladimir Putin", afirmou o secretário. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.