AFP/ William EDWARDS
AFP/ William EDWARDS

Casa da infância de Trump é vendida por US$ 2,14 milhões

Residência, situada no distrito nova-iorquino de Queens, atingiu o dobro do preço dos imóveis da mesma área

O Estado de S.Paulo

29 de março de 2017 | 05h00
Atualizado 29 de março de 2017 | 07h50

NOVA YORK - A casa da infância do atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi vendida por US$ 2,14 milhões em uma transação concretizada na quinta-feira passada após ser colocada à venda em janeiro, informou nesta terça-feira o jornal The New York Times.

A residência, situada no distrito nova-iorquino de Queens, atingiu o dobro do preço dos imóveis da mesma área, mas ainda não se sabe quem adquiriu a casa, já que a compra foi registrada sob o nome da empresa Trump Birth House.

O advogado que figura como representante dessa corporação, Michael X. Tang, rejeitou revelar detalhes da venda da casa, um imóvel de cinco quartos construído em 1940 pelo pai do presidente, o promotor imobiliário Fred Trump.

"O valor da casa é intangível. Não se trata da casa ou dos tijolos ou do tamanho", declarou, por sua parte, Misha Haghani, diretor da imobiliária Paramount Realty, que representou o antigo proprietário no leilão, iniciado no último mês de janeiro.

"O valor está na associação com o atual presidente dos EUA", ressaltou Haghani.

A Paramount Realty vendeu a casa em representação de seu antigo dono, Michael Davis, um promotor que a comprou no ano passado por pouco menos de US$ 1,4 milhão à espera que se revalorizasse por sua conexão com o nome de Trump.

O leilão foi inicialmente programado para outubro de 2016, mas a agência imobiliária adiou a venda ao perceber que o interesse por essa propriedade aumentava à medida que se aproximavam as eleições de novembro para a Casa Branca.

O bairro no qual se encontra a casa, que naquela época era uma zona residencial de famílias brancas e ricas, é agora muito mais diverso, já que nele residem, em sua maioria, hispânicos, haitianos e asiáticos.

Por enquanto, se desconhece quais são os planos para a casa na qual Trump passou seus primeiros quatro anos de vida, um modesta residência de estilo tudor, embora já tenha sido cogitada a construção de uma biblioteca presidencial e um museu.

Em meio às especulações sobge quem seria o novo proprietário do imóvel, uma vizinha revelou que no final de janeiro um grupo de homens usando terno visitou a casa, e todos falavam chinês. "Por que esses chineses estavam interessados na casa?", questionou a vizinha, que não quis ter sua identidade revelada. "O que eles queriam?"/ EFE

 

Tudo o que sabemos sobre:
Donald TrumpEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.