Casais gays terão mesmos direitos de héteros em Nova Jersey

A maior corte de Nova Jersey decidiu, na quarta-feira, que casais gays têm os mesmos direitos dos heterossexuais, mas que os legisladores devem determinar se o Estado concederá o casamento gay ou outras formas de união civil. Defensores de ambos os lados da questão acreditam que o Estado propôs a melhor chance para o casamento gay ganhar aprovação porque a Suprema Corte de Nova Jersey tem uma história de alongar proteções de direitos civis. Ao invés disso, a alta corte não deu total aprovação ao casamento gay e deu a legisladores 180 dias para reescrever as leis de matrimônio para, ou incluir casais gays ou criar novos laços civis. Massachusetts é o único estado até agora a aprovar a união gay, com decisão judicial de 2003 realizada por uma corte estadual.Processos de matrimônioNova Jersey é um dos cinco estados dos EUA sem uma lei nem uma emenda constitucional estadual bloqueando o casamento de pessoas do mesmo sexo. Como resultado, o Estado tem mais chances que os outros a permitir que homossexuais se casem, disseram grupos de direitos de ambos os lados. David S. Buckel, advogado que responde em nome de sete casais de Nova Jersey, disse esperar que alguns casais viagem para o Estado para se casarem se seu processo for bem sucedido. Mas, disse ele, "não será algo periódico". O advogado disse houve relativamente poucos processos assim nos EUA por parte de casais que foram ao Canadá para trocar votos matrimoniais. E, disse ele, enquanto muitos casais do mesmo sexo preferem estar casados, eles cada vez mais obtêm proteções legais para seus relacionamentos. Vários estados, incluindo Nova Jersey, oferecem parcerias domésticas ou uniões civis com alguns dos benefícios do casamento. Um crescente número de empregadores estão tratando casais do mesmo sexo da mesma maneira que tratam casais homossexuais. Ampliada às 18h33

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.