Casal é responsabilizado por morte de idosos no Katrina

Salvador e Mabel Mangano, proprietários do asilo Santa Rita, de New Orleans, onde morreram 35 idosos após a passagem do furacão Katrina, foi acusado de homicídio por negligência e crueldade. O casal foi detido pouco depois da catástrofe de 29 de agosto de 2005, que inundou o asilo situado nos arredores de New Orleans. Um júri considera agora que os dois são culpados de não haver planejado a retirada dos idosos que estavam no asilo. Os Mangano argumentam que era mais seguro não retirar os idosos. Eles também responsabilizam as autoridades pela falta de um plano para garantir a segurança dos residentes e retirar os cidadãos mais vulneráveis antes da chegada do ciclone. A acusação afirma que o casal maltratou ou se descuidou, "intencionalmente ou por negligência criminosa", dos 64 residentes, somando os 35 mortos e os que sobreviveram ao desastre. Em 16 de setembro do ano passado, quando os dois foram detidos, o escritório do Procurador-geral da Louisiana informou que eles tinham recusado a oferta de um ônibus para evacuar o asilo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.