Casal Kirchner ''calcina'' seus aliados, diz Menem

O ex-presidente argentino Carlos Menem criticou ontem a presidente Cristina Kirchner e seu marido, Néstor, que deixou a presidência em 2007. "As pessoas que se amarraram à família presidencial acabarão seus dias calcinados", disse Menem. "O governo só vai proporcionar lava ardente." As críticas do ex-presidente aumentaram ainda mais o cordão dos descontentes com o chamado "casal presidencial". Assim, aos poucos, os Kirchners perdem aliados importantes a poucos meses de decisivas eleições parlamentares, marcadas para outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.