Casal norte-americano processa Cientologia por doações

Dois ex-membros da Cientologia alegam, em um processo judicial, que a igreja e seus afiliados enganaram os membros da religião e fizeram com que eles doassem milhões de dólares a falsas causas. Luís e Maria Garcia Irvine entraram com uma ação judicial em Tampa, na Flórida, cidade próxima da sede nacional da igreja, que fica em Clearwater.

AE, Agência Estado

24 de janeiro de 2013 | 18h45

O casal reclama que foi induzido a doar mais de US$ 420 mil para uma campanha de construção de casas e de ajuda a vítimas de desastres, entre outras causas da Cientologia, mas descobriram que o dinheiro foi usado para inflar os cofres da igreja e os bolsos de seu líder, David Miscavige.

"A igreja, sob a liderança de David Miscavige, se desviou dos seus princípios e se transformou em uma entidade cujo objetivo principal é tirar dinheiro das pessoas", diz a ação.

Em um comunicado, a porta-voz da igreja, Pat Harney, disse que ainda não foi informada oficialmente da ação, mas rejeitou as alegações de que o uso do dinheiro não tenha sido apropriado. "Percebemos pela imprensa que as alegações são relacionadas ao levantamento de fundos e podemos afirmar que todo o dinheiro solicitado foi usado para os fins religiosos aos quais foram doados", disse. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUACIENTOLOGIAPROCESSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.