Casamento vira foco em eleição na Índia

Rahul Gandhi, candidato a primeiro-ministro pelo governista Partido do Congresso da Índia, negou neste sábado as alegações de que ele teria feito ataques pessoais ao seu adversário Narendra Modi, que confirmou recentemente ser casado.

AE, Agência Estado

12 de abril de 2014 | 17h56

Modi, de 63 anos, é candidato pelo partido de oposição Bharatiya Janata (BJP), que pode ganhar as eleições, segundo pesquisas. Ele admitiu esta semana que tem uma esposa, após anos de rumores sobre um possível casamento.

Gandhi afirmou na sexta-feira que, apesar de Modi prometer respeito e segurança para as mulheres durante a campanha, ele não foi capaz de apresentar a própria esposa. "Eu simplesmente falei que, no passado, ele não havia dito que era casado", disse Gandhi, de 43 anos.

A eleição na Índia, que tem diversas fases e é considerada o maior pleito do mundo, começou na última segunda-feira e só terminará em maio. Anteriormente, ela era descrita como o "embate dos solteiros". Os resultados devem sair no dia 16 de maio.

O irmão de Modi disse na quinta-feira que o candidato a premiê se casou na infância com uma menina que atualmente tem 62 anos e é professora. O casamento, formalizado quando Modi tinha 17 anos, nunca foi consumado, segundo pessoas próximas ao assunto. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaeleição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.