Casas de homens que atacaram sinagoga serão demolidas

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, ordenou que as autoridades destruam as casas dos homens que atacaram uma sinagoga de Jerusalém e mataram quatro pessoas nesta terça-feira.

Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2014 | 16h11

Netanyahu também ordenou a demolição das casas de palestinos envolvidos em outros ataques recentes contra israelenses.

O premiê anunciou a diretriz nesta terça-feira, depois de uma reunião com importantes autoridades de segurança, mas não disse quando as demolições vão acontecer.

Israel havia interrompido a criticada prática de demolir casas de acusados de ataques em 2005, depois de autoridades concluírem que não se tratava de uma prática eficiente, mas houve uma mudança de opinião recentemente e a medida foi retomada em alguns casos.

Netanyahu deve participar de uma coletiva de imprensa, transmitida pela televisão, na noite desta terça-feira.

A polícia de Israel informou que as vítima fatais são três cidadãos norte-americanos e um britânico. O consulado dos Estados Unidos em Jerusalém identificou os norte-americanos como Aryeh Kupinsky, Cary William Levine e Mosheh Twersky. O britânico foi identificado por autoridades israelenses como Avraham Goldberg. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.