Caso ameaçado, Japão derrubará foguete norte-coreano

O ministro da Defesa do Japão, Naoki Tanaka, disse, nesta segunda-feira, que pode ordenar um ataque militar para abater um míssil norte-coreano - se este representar perigo ao Japão. A declaração foi dada após Pyongyang afirmar, na semana passada, que planeja lançar um foguete em abril, com o objetivo de enviar um satélite ao espaço.

ROBERTO CARLOS DOS SANTOS, Agência Estado

19 de março de 2012 | 01h19

"Eu estou considerando dar ordens para a destruição de (qualquer) míssil balístico, com a aprovação do primeiro-ministro", disse Tanaka, em resposta a um questionamento feito por um deputado da província de Okinawa.

Autoridades da Coreia do Norte disseram na semana passada que o foguete será lançado em direção ao sul, o que pode fazer com que sua rota passe sobre o arquipélago de Okinawa. Tanaka disse que o governo está pronto para lançar mísseis de interceptação se o foguete norte-coreano representar qualquer ameaça ao território japonês. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
JapãofogueteCoreia do Norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.