Caso da maratona de Boston tem audiência preliminar

Promotores e advogados do caso do atentado da maratona de Boston, ocorrido em 2013, realizam audiência nesta segunda-feira para consultar o andamento do processo criminal contra Dzhokhar Tsarnaev.

Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2014 | 12h09

Em documento divulgado na última quinta-feira, os dois lados afirmam que estão esperando decisões do juiz George O''Toole Jr. a respeito de diversos pedidos, incluindo uma solicitação dos advogados de Tsarnaev sobre a participação de Tamerlan, irmão mais velho do réu, em um caso de triplo homicídio em 2011.

A defesa pede que a promotoria disponibilize as evidências do caso, porque nele há uma testemunha que supostamente pode atestar que Dzhokhar sabia do envolvimento do irmão mais velho nos crimes. Isso indicaria que Tamerlan pode ter usado de influência sobre o irmão mais novo para convencê-lo a participar do atentado de Boston.

Tsarnaev está em uma prisão federal enquanto aguarda julgamento, marcado para começar em janeiro de 2015. Espera-se que ele esteja presente na audiência desta segunda-feira. Ele é acusado de organizar as explosões da maratona de Boston com o irmão mais velho, mas afirma ser inocente de todas as 30 acusações movidas contra si. O atentado deixou três mortos e mais de 260 feridos.

Caso seja condenado, Tsarnaev poderá ser sentenciado à morte. Seu irmão, Tamerlan, morreu dias após o atentado, em uma troca de tiros com a polícia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AtentadoBostonjulgamentomaratona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.