Caso Enron: órgão do Congresso abre ação contra vice dos EUA

O Escritório-Geral de Auditoria do Congresso dos EUA (GAO, ou General Accounting Office) abriu um processo na Justiça norte-americana contra o vice-presidente Dick Cheney, por causa da recusa dele em entregar documentos relativos a reuniões com executivos de grandes empresas do setor de energia. O processo foi aberto no Tribunal Distrital Federal de Washington e tem Cheney como o único acusado.O GAO quer que o governo revele a identidade dos executivos que se reuniram com Cheney durante o ano passado, quando o vice-presidente formulava a política energética do governo do presidente George W. Bush. Presume-se que alguns deles fossem da hoje falida Enron Corp., maior contribuinte corporativo da campanha eleitoral de Bush no ano 2000.Para o GAO, a supervisão da política energética e a investigação do caso Enron são "prerrogativas institucionais importantes" do Congresso. Bush e Cheney têm-se recusado a entregar qualquer documento referente àquelas reuniões, argumentando que esta é uma "questão de princípio".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.