Caso Jean Charles: chefe da polícia poderá ser absolvido

O chefe da Polícia Metropolitana de Londres, Ian Blair, será absolvido da acusação de que mentiu sobre a morte do brasileiro Jean Charles de Menezes, informa o jornal britânico The Sunday Times. De acordo com o jornal, a Comissão Independente de Queixas contra a Polícia (IPCC, na sigla em inglês) finaliza nesta semana um relatório, conhecido como Stockwell II, em que traz as conclusões sobre um segundo inquérito no qual se investigou se houve ou não acobertamento da morte do eletricista. "Ele está livre", disse uma "fonte de alto escalão da Polícia Metropolitana" à publicação.AcusaçõesUma das acusações contra Blair é que ele "teria tentado justificar a morte dizendo, falsamente, que Menezes tinha sido abordado e se recusado a obedecer instruções da polícia".Outra informação, mais tarde reconhecida pela Polícia como falsa, era que "a roupa e o comportamento do brasileiro na estação eram suspeitos".Outros contatos teriam afirmado ao Sunday Times que o comissário assistente responsável pela unidade antiterrorismo, Andy Hayman, "deverá ser criticado por sua atuação na morte de Menezes"."As fontes disseram que Hayman deu, aparentemente, informações divergentes sobre a identidade do homem morto no dia do tiroteio", escreve o jornalista David Leppard.Uma porta-voz da IPCC disse ao Sunday Times que o "relatório será revisado por três comissários da IPCC antes de ser enviado à Autoridade da Polícia Metropolitana, que supervisiona a Polícia de Londres". A porta-voz teria se recusado a comentar sobre "especulações" do documento. O relatório deve ser publicado em janeiro.O casoJean Charles de Menezes foi morto a tiros por policiais um dia depois de uma tentativa fracassada de atentados contra o transporte público de Londres, em julho de 2005. No dia 22 daquele mês, o brasileiro foi seguido por policiais à paisana que o confundiram com um terrorista. Jean Charles foi baleado dentro da estação de metrô de Stockwell.No início desde ano, a Promotoria Pública Britânica decidiu não processar os indivíduos envolvidos na morte de Menezes, decisão que está sendo contestada pela família do brasileiro.A Polícia de Londres enfrenta uma ação judicial por violações de leis de saúde e de segurança por não ter oferecido proteção adequada para Jean Charles no dia em que ele foi baleado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.