Caso Petraeus atinge comandante no Afeganistão

O Pentágono anunciou nesta terça-feira que o comandante norte-americano no Afeganistão, o general John Allen, está sob investigação por supostas "comunicações impróprias" com uma mulher que teria recebido e-mails ameaçadores de Paula Broadwell, com quem o ex-diretor da CIA David Petraeus teve um caso extraconjugal.

AE, Agência Estado

13 de novembro de 2012 | 09h29

O secretário da Defesa, Leon Panetta, disse em comunicado aos jornalistas que o FBI entregou a questão ao Pentágono no último domingo e que ele já pediu o início das investigações.

Uma autoridade da Defesa disse que Allen se comunicava com Jill Kelley, uma socialite que trabalha como voluntária na base da força aérea da Flórida, mas que não é funcionária do governo. Ela teria recebido e-mails ameaçadores de Paula, cujo caso amoroso com Petraeus começou depois que ele se tornou diretor da CIA, em setembro de 2011. Petraeus renunciou ao cargo na última sexta-feira. Allen o havia substituído como comandante norte-americano no Afeganistão em julho de 2011.

A autoridade, que discutiu o assunto sob condição de anonimato, disse que Panetta achou prudente iniciar uma investigação, mas não explicou a natureza das conversas problemáticas de Allen. Segundo ele, o Pentágono vai analisar entre 20 e 30 mil páginas de e-mails e outros documentos que envolvem Allen e Jill, mas ele não revelou se as conversas envolvem conteúdos sexuais ou informações confidenciais, e disse não saber se Petraeus é mencionado nos e-mails.

"O general Allen nega que esteja envolvido em qualquer tipo de comportamento inapropriado", disse a autoridade, acrescentando que o general continua em Washington.

Panetta informou que enquanto ocorrem as investigações, Allen continuará em seu cargo. Essa decisão, juntamente com a transferência da questão do FBI ao Pentágono, sugerem que o ocorrido é visto como uma possível infração de regras militares, em vez de violação de uma lei federal. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPetraeusPentágono

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.