Caso vença no domingo, Chávez proporá reeleição infinita

Caso vença as eleições de domingo, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, criará uma comissão especial para revisar a constituição com o objetivo de legalizar a reeleição infinita no país, anunciou o mandatário em uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira. Chávez disse que nomearia a comissão imediatamente depois das eleições de domingo, a qual prevê vencer sem sobressaltos. Ele acrescentou que a reeleição infinita seria apenas um dos temas que devem ser revisados da Carta Magna, assinada em 1999. "Eu vou nomear uma comissão que estude uma reforma constitucional, e que estude a possibilidade de uma reeleição infinita", afirmou o presidente em coletiva de imprensa. Chávez destacou que as sugestões para a reforma da Constituição não sairão do executivo, e que todas as eventuais mudanças deverão ser submetidas a um referendo, como manda a legislação atual. "Não tenho a reforma elaborada porque não sou o ´ditador´ Hugo Chávez", assegurou. A atual Carta Magna venezuelana, aprovada em 1999 pela Assembléia Constituinte convocada pelo presidente, estendeu o mandato presidencial de cinco para seis anos. Depois de aprovar a nova Constituição, Chávez foi reeleito nas eleições gerais de 2000, assumindo em 2001. Seu atual mandato termina em fevereiro de 2007. O presidente não adiantou que outras mudanças a comissão poderá recomendar, nem os integrantes que a comporiam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.