Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Cassação do presidente de Taiwan não passa no Parlamento

Enquanto a proposta era votada, do lado de fora do Parlamento milhares de taiwaneses se manifestavam a favor e contra Chen. Os grupos foram separados por alambrados e vigiados por milhares de policiais.Os deputados do governista Partido Democrata Progressista (PDP) se abstiveram da votação. Assim, impediram a maioria de dois terços, ou 147 votos, necessária para a moção de cassação. Os 12 deputados da União Solidariedade de Taiwan, aliada do PDP, votaram em branco."A moção tem uma clara motivação de especulação política para ganhar poder e só serviu para criar instabilidade e tensões", disse Ker Chien-Ming, porta-voz parlamentar do PDP. O principal dirigente da oposição, Ma Ying-Jeou, anunciou que a campanha popular para derrubar Chen continua. "Ele perdeu a confiança e o respeito do povo" devido a sua incompetência e corrupção", disse.Ma se disse frustrado pela falta de apoio do PDP a uma moção que buscava, segundo o oposicionista, o aperfeiçoamento da política em Taiwan. Ele acusou o partido governista de perder uma oportunidade de ficar ao lado do povo em vez de proteger a um presidente acossado por escândalos.Agora os dirigentes mais radicais da oposição pedem a apresentação imediata de uma moção de desconfiança para derrubar o governo. Ma e os setores moderados preferem esperar. A oposição tem votos suficientes no Parlamento para derrubar o primeiro-ministro, Seu Tseng-Chang. Mas a iniciativa pode desencadear novas eleições legislativas e criar instabilidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.