REUTERS/Angela Ponce
REUTERS/Angela Ponce

Castillo propõe taxar indústria da mineração para bancar programas sociais no Peru

Ministro da Economia Pedro Francke disse estar se aconselhando com o Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre como aumentar a receita do Estado sem prejudicar a competitividade do setor

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2021 | 18h35

LIMA - O governo do Peru pediu autorização ao Congresso para reformar o sistema tributário do país nesta quarta-feira, 27. Entre as medidas propostas pelo presidente Pedro Castillo, está o aumento dos impostos da poderosa indústria de mineração. O objetivo do governo é ter dinheiro para custear projetos sociais. 

O projeto enviado ao Congresso prevê a revisão de royalties, imposto de renda e um tributo especial que incide sobre o aumento dos preços dos principais metais extraídos no Peru, como o cobre e a prata. 

Ainda não há previsão de quanto será o aumento proposto pelo governo, mas o ministro da Economia Pedro Francke disse estar se aconselhando com o Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre como aumentar a receita do Estado sem prejudicar a competitividade do setor. 

O governo de Castillo passa por um momento turbulento depois da renúncia do gabinete de ministros e do rompimento do líder do partido Perú Libre, Vladimir Cerrón, com o presidente. Analistas indicam que Castillo, que banca o moderado Francke na economia, tenta moderar o início do mandato para manter a governabilidade. / REUTERS e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.