Catalães avaliam independência em Barcelona

Ativistas pró-independência perguntaram no domingo aos cidadãos da segunda maior cidade da Espanha se a região da Catalunha deveria tentar se tornar um país autônomo. Barcelona, capital da Catalunha, segue os passos de outras cidades e vilas que realizaram votações informais.

AE, Agência Estado

10 de abril de 2011 | 14h35

Em um dia ensolarado, grupos catalães pró-independência disseram ter esperanças de conseguir uma melhora do comparecimento de 20% em votações anteriores. Maria Garcia, aposentada de 79 anos, disse ter votado a favor da independência porque isso daria aos catalães um maior controle de suas próprias finanças. "O governo central da Espanha pega mais do que dá", disse ela.

Os catalães se orgulham de sua identidade cultural - centrada na língua catalã - e de sua natureza trabalhadora que responde por cerca de um quinto da economia espanhola.

Os cerca de 7 milhões de pessoas da região - a população total da Espanha é de 47 milhões - afirmam há tempos que contribuem mais do que são reconhecidos e que os governos centrais com base em Madri os discriminam.

Junto com a região basca, a Catalunha foi fortemente oprimida pelo ditador Francisco Franco, que criminalizou falar catalão e basco.

Os organizadores do "Barcelona Decide" disseram que desde a primeira votação em 2009 um total de 600 mil catalães em 532 cidades foram consultados de maneira não oficial. A votação de 2009 realizada em 167 cidades indicou que 94% das pessoas que deram sua opinião são a favor da independência. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaCatalunhabasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.