Catar terá eleições em 2013, diz xeque governante

O governo do Catar disse que o país árabe terá eleições, esperadas há longo tempo, para o conselho do governo na segunda metade de 2013. Com isso, o Catar se tornará o último país do Golfo Pérsico a tomar passos cautelosos rumo a uma reforma política.

AE, Agência Estado

01 de novembro de 2011 | 21h19

"Sabemos que esses passos são necessários para construir um Estado moderno no Catar e os cidadãos devem ser capazes de lidar com os desafios do tempo e construir o país", disse o governante do Catar, o xeque Hamad bin Khalifa Al Thani, em declaração à agência estatal de notícias.

Atualmente, os 35 membros do conselho do Catar são indicados pelo xeque Al Thani e o corpo dirigente não possui poderes legislativos. Eleições parlamentares foram prometidas em 2005, mas essa promessa não se materializou.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.